A Furia elimina a vice-campeã do último Major G2 e está nos playoffs novamente. Enquanto a Imperial, briga muito no segundo mapa, mas não é o suficiente.

Reprodução: Twitter/PGL

Tabela de classificação

Imagem: hltv.org

*Lembrando que para se classificar é necessário vencer três partidas, e para ser eliminado perder 3 partidas.

Furia 2 x 1 G2

Furia 16 x 12 G2- Vertigo: Carta 96.

No primeiro mapa da série, a Furia enfrentou a equipe da G2 na Vertigo. Começando de TR, os brasileiros conseguiram fazer uma ótima metade, fazendo sete pontos. De CT, os “furiosos” dominaram a equipe europeia, e chegaram a fazer cinco rounds na sequência, com direito a um belo clutch um contra dois de Ilya “m0nesy” Osipov, mas não foi o suficiente para vencer. O destaque do primeiro mapa foi Yuri “yuurih” Boian com vinte e seis kills, e Rafael “saffe” Costa com vinte e cinco.

Imagem de desempenho: hltv.org

G2 16 x 14 Furia- Inferno: “Niko” demonstra sua habilidade.

Agora na Inferno, a Furia tinha a vantagem de começar de CT no mapa de escolha do seu adversário. Porém, mesmo vencendo, eles não conseguiram fazer uma boa primeira metade, perdendo sete rounds, e alguns em que seu adversário não possuía armamento completo. Entretanto, fez um ótimo half de TR, quase forçando a prorrogação. O jogo foi decidido em uma situação de um contra um, de Kaique “KSCERATO” Cerato, contra Audric “JACKZ” Jug, onde infelizmente o francês venceu o duelo e forçou o terceiro mapa. O destaque da Inferno foi o bósnio-sérvio Nikola “Niko” Kovač, com vinte e sete kills.

Imagem de desempenho: hltv.org

Furia 16 x 11 G2- Ancient: “KSCERATO” brilha e a Furia está no Champions Stage.

No último mapa, a Furia tinha a difícil missão de começar de TR, em um mapa que tem muita vantagem para o lado CT. Na primeira metade, os “furiosos” conseguiram cinco pontos, o que tornou o primeiro half “ok”. Agora do lado mais forte do mapa, os brasileiros dominaram totalmente a G2, com direito a “cachorrada” de Andrei “arT” Piovezan, que matou dois adversários de costas em um round importante para a economia. A estrela do último e decisivo mapa foi “KSCERATO”, que além de seus 23 kills, venceu o derradeiro round, da mesma posição que “yuurih” fez um importantíssimo ponto no Major de 2021. Agora pelo segundo ano consecutivo, a Furia está no Top 8 do campeonato mais importante de CS do mundo.

Imagem de desempenho: hltv.org

CPH 2 x 0 Imperial

CPH 16 x 2 Imperial- Inferno: o TR pode ser duro às vezes.

Em seu mapa de escolha, a Imperial tinha a difícil missão de vencer os dinamarqueses, no mapa que eles derrotaram a Faze Clan no dia de ontem. A partida não teve equilíbrio, com a CPH dominando os brasileiros do começo ao fim, vencendo a primeira metade por treze a dois. De CT, o “Last Dance” não conseguiu vencer o pistol, e perderam os dois rounds que vieram na sequência.

Imagem de desempenho: hltv.org

CPH 22 x 18 Imperial- Vertigo: O round proibido.

No segundo mapa, a Imperial enfrentaria um mapa que eles não tem um bom retrospecto. Começando de CT, os brasileiros não conseguiram impor seu ritmo de jogo e acabaram sofrendo nove pontos. Porém, assim como desde o começo do campeonato, o “Last Dance” foi muito resiliente, e chegou a ter a vantagem, vencendo por quinze a quatorze. Mas, o round proibido aconteceu, a CPH não tinha armamento completo, comprou o que conseguiu, e infelizmente venceu, forçando a prorrogação. Na prorrogação, iniciou-se uma batalha, entretanto o final não foi o melhor para os brasileiros, que foram eliminados da competição. Uma campanha surpreendente, e muito boa para o time recém formado, e que volta à ação na IEM Dallas dia 30 de Maio.

Imagem de desempenho hltv.org

Agora com os oito classificados ( NAVI, Spirit, NIP, Faze, CPH, Heroic, Furia, Ence), o campeonato continua na próxima quinta-feira. E agora é mata-mata.

Outros resultados:

Heroic 2 x 1 Team Vitality- Heroic classificada

Próximos jogos:

NIP x Faze (19/05- 11:30)

Spirit x Furia (19/05- 15:00)*

Ence x CPH (20/05- 11:30)

NAVI x Heroic (20/05- 15:00)*

* Os jogos com asterisco, começam assim que os primeiros terminarem.