Tiveram inicio hoje os conflitos armados entre Rússia e Ucrânia. Entenda cada detalhe, desde as motivações da guerra até os mais recentes acontecimentos.

OTAN e fim da URSS

Reprodução: WWW.GLOBALLOOKPRESS.COM

Em meio à Guerra Fria, no ano de 1949, é firmado um tratado que dá origem à OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte). A Organização tinha como principal objetivo impedir o avanço socialista no continente Europeu.

Com o fim da URSS em 1991, a OTAN passou a adotar diferentes medidas para a proteção dos interesses de seus integrantes. Com isso, não sendo integrante e tendo alianças com seus inimigos, a Rússia se torna uma grande opositora política da Organização.

Segundo a Rússia, a OTAN juntamente aos Estados Unidos romperam um tratado no pós Guerra Fria, no qual se comprometeram a não expandir a organização além dos limites estabelecidos pelo antigo Muro de Berlim. No entanto, eles negam a existência desse tratado e seguem expandindo a organização, inclusive entre países ex-soviéticos.

Então, em que parte a Ucrânia entra no conflito? Surge uma suposição de que a Ucrânia passaria a ser uma das nações integrantes da OTAN. Vizinha da Rússia, a participação da Ucrânia na Organização tornou-se motivo de preocupação para Putin, que quer uma declaração formal do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, se comprometendo a nunca fazer parte da Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Donetsk e Lugansk

Reprodução: DARKO VOJINOVIC (AP)

Outro ponto conflitante entre os dois países são as duas autodeclaradas Repúblicas Separatistas: Donetsk e Lugansk.

Localizadas no leste da Ucrânia, as repúblicas estão em conflito com militares ucranianos desde 2014, conflitos esses que já deixaram cerca de 14 mil mortos. Vladmir Putin diz que Ucrânia comete genocídio contra os russos étnicos que habitam nas localidades, fazendo com que a tensão entre os países vizinhos se eleve cada vez mais, já que a Rússia reconhece e apoia abertamente ambas repúblicas.

Gasoduto

Reprodução: valor.globo.com

A Rússia e a Alemanha construíram um gasoduto chamado Nord Stream 2, o projeto bilionário pretende levar gás natural direto da Rússia para a Alemanha, porém teve sua certificação suspensa por Berlim após o reconhecimento dos separatistas por parte da Rússia.

Ataques armados

Hoje, dia 24 de fevereiro, o presidente russo Vladmir Putin autorizou o ataque à Ucrânia. A invasão iniciou pela madrugada e tem como principal alvo as cidades de Kiev e Kharkiv. Em sua declaração, Putin afirma ‘Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história’.

O que já aconteceu?

  • O presidente ucraniano introduziu a lei marcial, que substitui as autoridades e leis da nação por militares.
  • Residentes de Kiev tentam evacuar a cidade e formam filas em avenidas, metrôs, supermercados e postos de gasolina
  • Na economia o preço do barril de petróleo passou de US$100, o maior valor visto em 7 anos
  • Os EUA proibiram investimentos, comércio e financiamento nas províncias separatistas da Ucrânia
  • Foram contabilizados 57 mortos e 169 feridos até o momento
  • Mais de 160 mísseis
  • Invasões aéreas, marítimas e terrestres
  • Usina de Chernobyl foi tomada por soldados russos
  • Mais de 1,4 mil russos foram presos protestando contra a guerra

Reprodução: CNN Brasil

Gostou? Quer ficar por dentro de todos os assuntos da atualidade? Acesse nosso portal e siga-nos nas redes sociais!

Instagram: @portalquentaro e Twitter: @portalquentaro 😉